Bolinha Tailandesa

Comparar Produto

    As bolinhas tailandesas, ferramentas da técnica oriental pompoarismo, ajudam a manter a região da vagina fortalecida nas atividades sexuais. Para as mulheres que procuram formas de melhorar a vida sexual, essa prática poder ser uma ótima opção.
     

    Mesmo entrando na categoria “brinquedo sexual”, a bolinha tailandesa traz grandes benefícios para a saúde da mulher, e é isso que vamos explicar no artigo de hoje, assim como ensinar como usar e muito mais.
     

    Bolinha tailandesa: técnica antiga promete muitos orgasmos
     

    Por mais tempo que você passe na academia, não conseguirá fortalecer os seus músculos mais íntimos. É por isso que o exercício com bolinha tailandesa pode ser uma ótima alternativa para praticar em casa. A pequena esfera deve ser inserida na vagina ou ânus e promete ainda mais prazer na hora do sexo.
     

    Por que exercitar os músculos do assoalho pélvico
     

    A bolinha tailandesa é um dos mais mal compreendidos e subestimados brinquedos sexuais do mercado. Ela pode oferecer um conjunto diversificado de benefícios, capaz de agradar até mesmo usuários mais exigentes – e, acredite, até beneficiar a sua saúde.

    O uso dessa técnica nasceu há mais de três mil anos, na Índia. Também se difundiu e foi aperfeiçoada em países como Tailândia e Japão. Na verdade, não se trata de apenas um bolinha, mas sim várias delas, unidas por um fio. Elas variam em tamanho e são feitas em diferentes tipos de materiais: metal, plástico, látex e vidro.

    Usá-las todos os dia, por 15 minutos, pode ajudar a fortalecer os músculos do assoalho pélvico. Parece pouco, mas esse fortalecimento é capaz de aumentar a duração e o prazer do orgasmo feminino e até mesmo alterar a forma como ele ocorre.

    Há ainda benefícios significativos para a saúde. Semelhante aos exercícios de Kegel, essas bolinhas são usadas ​​para aumentar a elasticidade vaginal e para ajudar com o controle da bexiga.

    Um estudo publicado no British Journal of Urology International indica que exercícios do assoalho pélvico podem ajudar também os homens que procuram uma solução para a disfunção erétil.
     

    Para que serve bolinha tailandesa?
     

    Apesar de ter sido criada na Índia há mais de 3 mil anos, a técnica do pompoarismo foi aperfeiçoada na Tailândia e no Japão, tanto para aumentar a elasticidade vaginal quanto para ajudar com o controle da bexiga.

    Usar a bolinha tailandesa para o fortalecimento pélvico também oferece outros benefícios para a saúde feminina, sendo uma indicação médica para os casos de vaginismo (que é a incapacidade de relaxar durante o sexo, causando dor na hora da penetração) e durante a menopausa, para combater o ressecamento vaginal.

    A bolinha tailandesa também oferece outros benefícios para a vida sexual, como falaremos a seguir.
     

    Como usar?
     

    O ideal é usar a bolinha tailandesa todos os dias por pelo menos 15 minutos por dia ou fazendo 30 contrações vaginais.

    Dependendo do modelo e do tipo de bolinha tailandesa que você comprar, o modo de usar pode variar um pouco, mas em geral, basta usar um lubrificante e introduzir as bolinhas na vagina, e prendê-las, fazendo uma pressão muscular nas pernas.

    Você pode andar, nadar, malhar e inclusive trabalhar enquanto está com a bolinha tailandesa introduzida na vagina, e pode usar a corda para puxar para dentro e para fora, enquanto tenta segurar a bolinha, para fortalecer os músculos. Para retirá-las, basta puxar o cordão pela argola, que fica pendurada pro lado de fora.

    Alguns casais também usam a bolinha tailandesa para promover excitação no ânus durante o sexo vaginal, ou antes da penetração anal.
     

    Quais são os benefícios de usar a bolinha tailandesa?
     

    Além dos benefícios que citamos anteriormente, usar a bolinha para fortalecer o assoalho pélvico e melhorar a coordenação motora e a força da musculatura íntima, também ajuda a melhorar o desempenho sexual da mulher e a aumentar o prazer sexual feminino, porque a mulher vai conseguir contrair a musculatura vaginal e proporcionar mais prazer também ao seu parceiro.

    Muitos ginecologistas indicam o uso da bolinha tailandesa às suas pacientes, para prevenir a flacidez pós-parto e a incontinência urinária, uma técnica conhecida como exercícios de Kegel.

    Como usar bolinha tailandesa

    Pompoarismo
     

    O pompoarismo é uma técnica que ensina a fortalecer a musculatura vaginal, e que pode ou não usar a bolinha tailandesa.

    Também chamado de “ginástica íntima”, o pompoarismo pode ensinar a sugar e movimentar o pênis durante a penetração, contraindo e relaxando a musculatura vaginal e proporcionando orgasmos mais intensos tanto para a mulher quanto para o homem.
     

    Curso de pompoarismo
     

    Existem cursos para ensinar mulheres de todas as idades a usarem a bolinha tailandesa e a técnica do pompoarismo, tanto pela internet (com DVD ou aula online) quanto com profissionais chamados terapeutas sexuais.
     

    Pompoarismo para homens
     

    Existe pompoarismo para homens, onde eles fazem exercícios contraindo a musculatura do pênis (fazendo levantamento de pequenos pesos), que geralmente é indicado para ajudar a controlar a ejaculação precoce.

    Especialistas dizem que alguns homens conseguem controlar a sua ejaculação a ponto de ter orgasmos secos e determinar o momento de ejacular.
     

    Onde comprar bolinha tailandesa?
     

    A bolinha tailandesa é vendida em nossa sex shop, lojas de artigos eróticos e sites especializados.
     

    Qual é o valor?
     

    O valor da bolinha tailandesa pode variar de acordo com vários fatores, já que elas podem variar no tamanho (tendo em média entre 25 e 29 mm cada bolinha), na quantidade de bolinhas e no tipo de material, já que elas podem ser de metal, plástico, látex e vidro.

    A bolinha tailandesa de plástico (cordão com 5 bolinhas) custa em média R$15, enquanto as de metal, que são mais pesadas e geralmente o cordão vem com 2 bolas custa em média R$38, mas esses preços também podem variar de marca pra marca e dependendo do local onde você fizer a compra.